As quatro fases do parto

Para aquelas que estão grávidas pela primeira vez ou que vão ter parto normal pela primeira vez, a dúvida é: como vai ser no dia? A gente sabe que vai ter contração, que uma hora vai doer bastante e o neném vai sair. Mas isso não é tudo! Aliás, não é suficiente! E antes disso e depois disso?

Tampão e bolsa de líquido à parte (porque o tampão pode sair semanas antes, como pode sair na hora ou não sair e a bolsa pode estourar antes, pode estourar durante o trabalho de parto ou pode não estourar… e o bebê nascerá do mesmo jeito!), costumo dizer às gestantes que o parto está divido em quatro partes! Vamos lá?

Primeira parte: latente

birth-ball-positions

Essa é a parte que você ainda não está em trabalho de parto ativo, ou seja, as contrações ainda estão desritmadas e/ou espaçadas e bem levinhas. São os pródromos! É a fase que você conversa, ri e até faz piadas durante a contração. Talvez você não se aperceba delas, mas o mais provável é que você pense “Ué, é só isso? Nem dói tudo aquilo que falam, essa mulherada é muito frouxa! Pode vir que eu aguento, isso não faz nem cócegas!”. As contrações são como cólicas menstruais, só incomodam, nem doem, você consegue falar, andar, rir, comer, fazer tudo normalmente.

Segunda fase: trabalho de parto ativo

Fonte: http://assets.babycenter.com/
Fonte: http://assets.babycenter.com/

Agora as contrações estão ritmadas ou pelo menos mais próximas e mais doloridas. Agora você não acha mais a mulherada frouxa, você nem lembrará delas. Você não ri ou fala mais durante as contrações, nem quer que outros falem ou riam! Se o fazem, você provavelmente nem vai escutar! A contração dói um pouco mais, é verdade, mas ainda não é assim tão terrível. Invés de assustada pela dor, você está concentrada com a dor (não na dor). Quando ela vem, você para tudo, se fecha, fica introspectiva. Talvez faça uma careta pra foto! É o seu corpo se conectando com o bebê, com o parto, com o seu lado animal e natural que está para emergir e dominar o parto! Procure se concentrar e não se preocupe com o resto, deixe-os pra lá! Aproveite pra dormir entre uma e outra: acredite, dá até pra sonhar!

Terceira-fase: a loucura

Fonte: https://www.facebook.com/kuarafotografia
Fonte: https://www.facebook.com/kuarafotografia

Agora a coisa está mais séria, as contrações doem de verdade, duram um pouco mais (mas passam, como todas as outras!) e estão bem próximas! É a fase imediatamente anterior ao expulsivo, ou seja, quando o bebê está saindo. E é quando a mulher começa a pensar “por que eu inventei de ter parto normal???” e começa a falar uns disparates. Provavelmente pelo cansaço ou pela dor de quando vem as contrações, começa a dizer “eu não aguento”, “vocês não acreditam em mim, vou morrer”, “não quero mais”, “quero analgesia”, “quero ocitocina”, “quero cesárea”. Em partos domiciliares, pode ser que ela peça chorosa ou enraivecida para ir ao hospital e possivelmente até diga que vai sozinha e andando se ninguém a levar! É por isso que chamo de “fase da loucura”, a mulher pede tudo que disse que não queria, na mente dela sabe que não quer, mas a boca fala justamente o contrário. É importante que os acompanhantes estejam cientes que isso é uma das fases do trabalho de parto, que é totalmente normal que aconteça e, por isso, não fiquem amedrontados e cedam à pressão (ou façam pressão na equipe) para transformar o parto normal em cesárea. Precisam, pelo contrário, dar encorajamento, sempre lembrar que é o parto como ela queria, que ela é forte e consegue! A boa de quando chega essa parte é que dá pra saber que tá no fim e já vai nascer! É aqui que a mulherada vai embora pra partolândia, chega a virar os olhos e está completamente em outra dimensão! Mentalize, mulher! Se você estiver confiante no poder do seu corpo e na sua fisiologia, nada disso acontecerá e tudo correrá naturalmente bem, como tem que ser!

Partolândia da Lulu, fotografada pela Elis Freitas: https://www.facebook.com/elisfreitasfotografias
Partolândia da Lulu, fotografada pela Elis Freitas: https://www.facebook.com/elisfreitasfotografias

Quarta fase: expulsivo e dequitação

Foto por: Doce Retratos - Camila Queiroz. Fonte: https://www.facebook.com/divasparideiras
Chorei junto! Muita emoção! Foto por: Doce Retratos – Camila Queiroz. Fonte: https://www.facebook.com/divasparideiras

Depois que você desistir de falar as loucuras da terceira fase, se tiver preparado seus acompanhantes e, portanto, eles não te darem ouvidos, você já estará no expulsivo! Vai vir contração e seu corpo fará força sozinho – novamente: sozinho! Não precisa fazer força quando não tiver vontade ou pode lacerar! – e numas três ou quatro, seu bebê já estará no seu colo, grudadinho em você, fazendo você pensar: “eu fiz isso? Tem mãos, dedinhos, é lindo..!”. E esquecerá completamente, absolutamente e totalmente da dor. Não vai lembrar nadinha, juro. Passa na hora, assim que ele acaba de sair. Prometo e coloco minha mão no fogo por essa afirmação. Aqui você vai agradecer que ninguém tenha te dado ouvidos naquela hora louca, onde estava com a cabeça? Era isso que queria mesmo! Após o bebê nascer, será preciso uma outra contração para expulsar a placenta. Sim, quase um parto pra placenta, mas ela é só uma contraçãozinha mesmo. Para quem já pariu um bebê inteirinho, com ossos, mãos e pezinhos lindos, o que é meio-quilo de carne placentária?

Claro que existem mulheres que fogem à regra. Que sorri da primeira à última fase, que canta e dança do começo ao fim e faz piada até no expulsivo. Tem mulher que não passa pela fase da covardia, não pede cesárea nem analgesia. O que essas mulheres têm de tão especial? Confiança. Quanto mais confiança tiver na sua fisiologia, quanto mais você acreditar no seu corpo, no seu bebê e na sua capacidade de parir, mais tranquilo será!

Pronto, esse é um resumão – tão simplificado que é digno de prisão – do dia mais intenso e mágico da sua vida. Você acrescentará seus detalhes: recordação de um riso naquela piada que fulano fez, o cheiro da sopa no fogão, a cara do marido quando viu o bebê nascer, sua emoção ao ouvir o choro… E agora já sabe o que esperar do seu dia e como se preparar pra ele! Pense bem nessas fases e esteja ciente de todas, assim estará mais tranquila para lidar com elas e ter um parto mais calmo e ao seu modo!

Que seja uma boa hora para vocês que esperam!

One thought on “As quatro fases do parto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *